Perguntas Frequentes

faq1) As cirurgias plásticas trazem algum risco?

Toda cirurgia tem algum risco. Uma boa avaliação pré-operatória, uma boa equipe de médicos e de enfermeiras, e uma boa estrutura hospitalar ajudam muito em sua prevenção e também em seu tratamento caso ocorram complicações. As mais frequentes envolvem acidentes anestésicos, depressão respiratória no pós-operatório imediato, infecções e embolias pulmonares.

 

2) As colas substituem as suturas?

Na opinião do Dr. José Horácio Aboudib, ainda não. Pode ser que medicamentos no futuro o façam, mas no momento a sutura é mais confiável e de melhor resultado estético. As colas ficam para as exceções.

 

3) Quanto tempo “dura” uma cirurgia plástica?

Algumas como as de orelha, nariz, abdômen, lipoaspirações e prótese de nádegas podem nunca ter necessidade de nova cirurgia. As cirurgias de face (“duram” ± 10 anos) e de mamas (± 20 anos) sofrerão mais o efeito do envelhecimento e podem ser refeitas após os períodos citados.

 

4) Qualquer médico pode realizar uma cirurgia plástica?

Pela Legislação Brasileira qualquer médico pode executar qualquer tratamento, porém isso aos olhos de qualquer pessoa de bom senso é uma temeridade. Existem esforços das sociedades e especialidades para mudanças nessa Lei, que teve sua validade no passado. Procure saber se seu médico é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Se for, você terá a certeza de que ele, após se formar, realizou residência ou Pós-graduação de 2 anos em Cirurgia Geral, depois mais 3 anos em Cirurgia Plástica e depois prova curricular, oral e escrita para receber o Título de Especialista.

 

5) Como escolher o meu cirurgião?

Primeiro se informando de sua capacitação, entre elas se é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Indicação de outro médico ou amigas que já se operaram também é sempre uma boa referência.

Fernando Ramos | Cláudia Marapodi